quarta-feira, 21 de outubro de 2009

O Primeiro Tudo


Já escrevi um punhado de canções e até gravei algumas, mas nada que refletisse totalmente o que reverbera na minha cabeça - e olha que, apesar do pouco espaço, reverbera um turbilhão aqui dentro...

Fazem uns bons 5 anos que tento transformar esse amontoado de idéias em algo real. Sempre tive esse desejo meio que (ou totalmente) obsessivo de gravar um disco que fosse a minha cara, sem limitações criativas, com atestado de responsabilidade em via única. É meu, elogio ou crítica, seja ela embasada e construtiva ou idiota e depreciativa.

Finalmente chegou a hora de registrar essas paisagens e dar vida e movimento a esses tantos filhos que, fazendo o caminho inverso, criei mas nunca pari. Se vai ser um passaporte pra uma nova vida ou um souvenir de luxo pra dar pros amigos e guardar pros netos não sei ainda. O que importa pra mim é saber que quem escutá-lo vai saber quem eu sou.

Tudo começa em novembro, até lá continuo na labuta esquentando as turbinas.

See you later!

Nenhum comentário:

Postar um comentário